Diretor: 
João Pega
Periodicidade: 
Diária

Fundação Luso apresenta Mealhada em exposição


tags: Exposição, Mealhada, Bairrada Categorias: Região, Cultura quarta, 26 junho 2019

A exposição “Cultura e Tradições do Concelho da Mealhada” foi inaugurada esta semana. Está patente no Casino do Luso até 15 de outubro e dá a conhecer a riqueza e a diversidade da região, a história, o património cultural e a gastronomia do município. A mostra, organizada pela Fundação Luso, apresenta de forma simples as especificidades de cada uma das freguesias da Mealhada. Está dividida em quatro áreas distintas e complementares – História, Cultura, Gastronomia e Natureza – e inclui fotografias e outros objetos artísticos que desafiam o visitante a conhecer estes locais.

A entrada custa um euro. O valor global de bilheteira reverterá para a recuperação de uma peça de arte sacra do Convento de Santa Cruz do Bussaco. A exposição pode ser visitada de terça a sexta-feira, entre as 10h e as 13h e das 14h às 20h. Sábados, domingos e feriados, é possível conhecer a exposição entre as 15h e as 20h. Em alguns fins-de-semana, os visitantes poderão ser surpreendidos por atividades desenvolvidas pelas freguesias do concelho. Segundo Nuno Pinto de Magalhães, presidente da Fundação Luso, “esta iniciativa visa promover as comunidades e as freguesias da Mealhada, onde o Luso se insere, dando a conhecer as suas riquíssimas especificidades e tradições”.

A Fundação Luso organiza anualmente uma exposição no Casino do Luso desde 2011. A primeira edição foi dedicada ao tema “Luso: Água Puríssima de Charles Lepierre”, a segunda, aos 160 anos da Sociedade da Água de Luso”, a terceira, às Termas de Portugal” e, a quarta, em 2014, ao “Ecossistema Florestal da Serra do Bussaco e o Recurso Hídrico da Água Mineral Natural de Luso”. Em 2015, “Comemorações dos 205 anos da Batalha do Bussaco” foi o tema da exposição. Em 2016, recordou-se “A Influência dos Carmelitas Descalços na Construção da Mata do Bussaco”, em 2017, o “Bussaco nas 4 Estações do Ano” e, no ano passado, o “Convento de Santa Cruz do Bussaco”.